Portal Bahia Extremosul - Central de Notícias

publicado em 14/05/2019 às 18h39min

De olho na prefeitura de Teixeira de Freitas, Wilsinho Brito pode deixar o PP após crise

compartilha nas redes sociais:
Por; Bocaonews

A exoneração do chefe de gabinete da Secretaria de Infraestrutura Hídrica e Saneamento (Sihs), Wilson Brito, no sábado (11), publicada em primeira mão pelo BNews, expôs crise em que vive o partido, motivada pela disputa por cargos e pode resultar em desfiliações.   

Nas hostes pepistas desde março de 2003, embora Brito minimize e negue que tenha havido desconforto em sua saída da Sihs, ele teria sido destituído do posto sem sequer ter sido comunicado e não estaria nem um pouco satisfeito com o tratamento dispensado a ele após tantos anos dedicado ao PP. 

Em contato com a reportagem, Brito não negou sua insatisfação com a forma que o partido vem sendo conduzido e não descartou deixar a sigla. E o comentário é que ele não sairá sozinho: levará com ele a sua filha, a prefeita de Prado, Mayra Brito. 

“O que ocorre é que não está tendo discussões entre as lideranças e o partido vem sendo dirigido de forma unilateral”, admitiu Brito, que é ex-prefeito de Prado e ex-secretário de Desenvolvimento e Integração Regional e de Infraestrutura.  

Mais enfático sobre o seu futuro político, Brito reforçou que seu grupo já está trabalhando pelo lançamento de seu nome para a prefeitura de Teixeira de Freitas e a possibilidade de mudança partidária está sendo avaliada.

“Vai depender da conjuntura política, mas pesa ainda o fato de o partido ter como norma que quem indica nas cidades do interior são os deputados mais votados [Ronaldo Carleto e Robinho] e, nesse caso, eu já não teria autonomia para me lançar como candidato do PP”, deixou claro, complementando, entretanto, que a sua saída da Sihs não tem relação com essa decisão. 

Contudo, o fato não teria agradado parcela do grupo, o que teria motivado alguns deputados estaduais a se reunirem com o governador em exercício, Nelson Leal (PP), para tentar desfazer a demissão autorizada pelo vice-governador João Leão (PP). 

Para o lugar de  Brito, que é ex-prefeito de Prado e ex-secretário de Desenvolvimento e Integração Regional e de Infraestrutura, foi nomeado Leonardo Ramacchiotti, oriundo da Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), mas que é irmão de André Ramacciotti, braço-direito de Cacá Leão na Câmara Federal. 

Há quem diga, no entanto, que o descontentamento na legenda não seria pela saída de Brito, mas sim pelo nome que o substituiu, leia-se pela disputa da vaga que é grande no PP.  

PP crise partido Wilsinho eleições

Veja também POLíTICA GERAL

Secretaria de Saúde estuda integração do Sistema do SAMU 192 ao CICOM da PM

Secretaria de Saúde estuda integração do Sistema do SAMU 192 ao CICOM da PM

Aos 92 anos, Lúcio Mauro é internado com problemas respiratórios

Aos 92 anos, Lúcio Mauro é internado com problemas respiratórios

Identificadas as outras vítimas do acidente na BA 290 onde morreu quatro pessoas

Identificadas as outras vítimas do acidente na BA 290 onde morreu quatro pessoas

Faça Bonito em Teixeira de Freitas pede o fim da violência sexual contra crianças e adolescentes

Faça Bonito em Teixeira de Freitas pede o fim da violência sexual contra crianças e adolescentes

Últimas publicações