Portal Bahia Extremosul - Central de Notícias

publicado em 22/10/2018 às 10h50min

Congelamento de óvulo é esperança para engravidar depois do câncer

Técnica possibilita à mulher estocar e preservar seus óvulos antes de perderem a qualidade ou a total função ovariana
compartilha nas redes sociais:
Natalia Galluzzi


Outubro Rosa é uma campanha de conscientização que tem como objetivo alertar sobre a importância do diagnóstico precoce do câncer de mama. Apesar dos números alarmantes, foi-se o tempo em que o tratamento para combater a patologia acabava com o sonho da maternidade. Atualmente, com o avanço da medicina, existem técnicas de reprodução assistida que podem contornar esse problema.  

Segundo dados Instituto Nacional de Câncer (Inca), o Brasil deve registrar cerca de 600 mil novos casos de câncer tanto em 2018 como em 2019. Nas mulheres, os cânceres mais incidentes são o de mama (59 mil casos), de intestino (com quase 19 mil) e o de colo de útero (16 mil). Apesar dos números alarmantes, foi-se o tempo em que o tratamento para combater a patologia acabava com o sonho da maternidade. Atualmente, com o avanço da medicina, existem técnicas de reprodução assistida que podem contornar esse problema.

“É essencial que as pacientes oncológicas saibam da importância da preservação da fertilidade, ou seja, o congelamento de oócitos, pois os tratamentos de quimioterapia e radioterapia podem comprometer a fertilidade. Felizmente, é possível congelar previamente os gametas femininos, visando a garantia do direito reprodutivo dessas mulheres”, informa o ginecologista especialista em Reprodução Humana da Criogênesis, Dr. Renato de Oliveira.   

O especialista explica que a técnica de congelamento de óvulos, por meio da vitrificação, é o método mais promissor para ser utilizado por mulheres que desejam preservar sua fertilidade. “A criopreservação dos óvulos é realizada por um método laboratorial chamado vitrificação, que protege a célula e mantém suas funções. Por serem células grandes possuem muita água  em sua composição, sendo assim, os óvulos, são desidratados e depois imersos em um meio crioprotetor para serem congelados. Desta forma, o congelamento dos gametas femininos possibilita à mulher estocar e preservar seus óvulos jovens antes de perderem a qualidade ou a total função ovariana, possibilitando que, mais tarde, quando estiver decidida, opte pela gravidez”.

“O congelamento de oócitos é hoje uma realidade possível não só para pacientes com câncer, mas para as mulheres que ainda não tem planos mais objetivos para engravidar em curto espaço de tempo”, finaliza Renato.

Brasil câncer reprodução humana gravidez

Comentários

Para comentar esta notícia é necessário entrar com seu login no FACEBOOK.
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Veja também MULHER

PRF recupera veículo furtado de locadora em São Paulo

PRF recupera veículo furtado de locadora em São Paulo

Agressor tem mandado cumprido em Teixeira de Freitas

Agressor tem mandado cumprido em Teixeira de Freitas

PRF na Bahia prende suspeito de homicídio horas depois cometimento do crime

PRF na Bahia prende suspeito de homicídio horas depois cometimento do crime

Eike Batista é preso novamente pela PF no Rio

Eike Batista é preso novamente pela PF no Rio

Últimas publicações