Portal Bahia Extremosul - Central de Notícias

publicado em 14/03/2019 às 17h57min

Otto e Tasso vão comandar debate da reforma da Previdência no Senado

Os senadores Otto Alencar (PSD – BA) e Tasso Jereissati (PSDB-CE) serão respectivamente presidente e vice da Comissão de Acompanhamento da Reforma da Previdência.
compartilha nas redes sociais:
Por; Agencia Brasil

Os senadores Otto Alencar (PSD – BA) e Tasso Jereissati (PSDB-CE) serão respectivamente presidente e vice da Comissão de Acompanhamento da Reforma da Previdência que será criada no Senado. Segundo o presidente da Casa, Davi Alcolumbre (DEM-AP), o ato de criação do colegiado será assinado hoje (14),mas a instalação deverá ficar para a próxima terça-feira (19).

 

Brasília - Senador Otto Alencar fala durante o quinto dia de julgamento final do processo de impeachment da presidenta afastada, Dilma Rousseff, no Senado.(Wilson Dias/Agência Brasil)

Senador Otto Alencar presidirá  Comissão de Acompanhamento da Reforma da Previdência no Senado - Wilson Dias/Agência Brasil

A comissão terá outros sete integrantes, representantes de todos os Blocos Parlamentares e, apesar de nenhum poder decisório, o objetivo é levar aos deputados as divergências e expectativas dos senadores para que o texto venha da Câmara com os principais pontos mais afinados. É que proposta de emenda constitucional não têm Casa revisora, por isso, enquanto sofrer alteração de mérito, o texto passa da Câmara para o Senado e vice-versa, até que não seja mais modificado.

Para evitar esse vai e vem, a ideia é que os senadores aprovem o texto analisado pelos deputados e, a saída encontrada por Alcolumbre para que isso ocorra de maneira mais tranquila foi a criação da comissão especial.

Militares

Embora o objetivo da Comissão seja acompanhar exclusivamente a PEC 6/2019, da Reforma da Previdência, Davi Alcolumbre reconheceu que o projeto de lei que vai tratar de mudanças no regime de previdência dos militares, que deve chegar à Câmara na semana que vem, pode eventualmente ser debatido no colegiado. Alcolumbre, que tem um almoço hoje com o ministro da Defesa, general Fernando Azevedo, anunciou nesta quinta-feira que se comprometeu com o ministro a só votar no Senado o PL dos militares, depois que a Reforma da Previdência for aprovada na Casa. O mesmo compromisso já havia sido feito pelo presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ).

senado comissão debates reforma previdência

Veja também POLíTICA GERAL

Estado lança concurso para auditor fiscal com 60 vagas

Estado lança concurso para auditor fiscal com 60 vagas

Sobe para 203 o número de mortos na tragédia de Brumadinho

Sobe para 203 o número de mortos na tragédia de Brumadinho

Nova Viçosa - Prefeito Manoelzinho presta homenagem as esposas de pastores pelo seu dia

Nova Viçosa - Prefeito Manoelzinho presta homenagem as esposas de pastores pelo seu dia

Imposto de Renda 2019 exigirá CPF de todos os dependentes

Imposto de Renda 2019 exigirá CPF de todos os dependentes

Últimas publicações