Portal Bahia Extremosul - Central de Notícias

publicado em 12/02/2019 às 09h23min

Corpo de Boechat deve ser cremado em cerimônia reservada à família

compartilha nas redes sociais:
Por; Agencia Brasil


O corpo do jornalista Ricardo Boechat deve ser cremado hoje (12) em cerimônia reservada para parentes e amigos próximos, segundo informações do Grupo Bandeirantes de Comunicação. Até as 14h ocorre o velório no Museu da Imagem e do Som (MIS), no bairro Jardim Europa, na capital paulista.

O jornalista do Grupo Bandeirantes morreu na queda de um helicóptero na Rodovia Anhanguera, quando retornava de uma palestra em Campinas. O helicóptero caiu em cima de um caminhão no km 22 da Rodovia Anhanguera, sentido interior, com o Rodoanel, e acabou explodindo. O motorista do caminhão conseguiu escapar com vida.

O acidente ocorreu no início da tarde de ontem (11). O piloto da aeronave, Ronaldo Quatrucci, também morreu.

A pedido do presidente Jair Bolsonaro, o ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), general Augusto Heleno, irá representá-lo no velório do jornalista. Bolsonaro disse que ele e Boechat eram amigos “há mais de 30 anos” e que apelidou o jornalista de “Jacaré”.

Boechat tinha 66 anos, era apresentador do Jornal da Band e da rádio BandNews FM e tinha uma coluna semanal na revista ISTOÉ.

Dono de um humor ácido, usava essa característica para noticiar fatos e criticar situações. O tom era frequente nos comentários de rádio, televisão e também na imprensa escrita. Autoridades dos três Poderes vieram a público para lamentar a morte do jornalista.

Boechat deixa mulher, cinco filhas e um filho.

Jornalista velório cremação

Veja também SERVIçO SOCIAL

Lula completa 1 ano na prisão da Lava Jato

Lula completa 1 ano na prisão da Lava Jato

Prefeitura realiza mutirão de regularização fundiária no Liberdade 2

Prefeitura realiza mutirão de regularização fundiária no Liberdade 2

Mulher é morta com várias facadas ao chegar em casa no distrito de Helvécia

Mulher é morta com várias facadas ao chegar em casa no distrito de Helvécia

Três em cada cem mortes no país podem ter influência do sedentarismo

Três em cada cem mortes no país podem ter influência do sedentarismo

Últimas publicações