Portal Bahia Extremosul - Central de Notícias

publicado em 09/11/2018 às 15h41min

Violinista teixeirense é o novo membro da Orquestra Juvenil da Bahia

compartilha nas redes sociais:
Michele Ribeiro

Quantas vezes na sua vida você teve a oportunidade de dizer: “cheguei e, de cara, gostei muito”? Pois é, o Fernando Batista descreveu deste jeito o seu primeiro momento na Orquestra Juvenil da Bahia. Uma história que começou no Bairro Ulisses Guimarães, localidade carente de Teixeira de Freitas, quando ele tinha apenas 14 anos. Fernando é mais um jovem violinista teixeirense que segue subindo os degraus desta carreira. 

No último dia 31, na rodoviária de Teixeira de Freitas, o último abraço no maestro Orley Silva, na Gislaine Romana e em parte da equipe do ICED (Instituto de Cultura Educação e Desenvolvimento). Eles estiveram juntos no Orquestrando Futuros e antes disso, no programa Dando Corda para Paz e Bem, no Ulisses Guimarães, onde tudo começou e de onde Fernando guarda boas lembranças e a gratidão pelas irmãs franciscanas e pela Dona Vera Lúcia Motta, “que me deu o primeiro instrumento musical de presente”, conta.

Incentivado por uma tia, Fernando se matriculou para ter aulas de violino, peça que hoje em dia é protagonista em seus planos. “Quero ser um grande violinista”, afirma. 

Para isso, ele se dedica em seus estudos, se apresenta com a Orquestra 9 de Maio e faz participações em eventos, casamentos, formaturas. Em busca de seu propósito, ele se inscreveu para uma vaga para a Orquestra Juvenil do Neojiba (Núcleo de Orquestras Juvenis e Infantis da Bahia), Organização que acredita na prática e no ensino musical coletivos como ferramentas a favor de valores como cooperação, respeito, solidariedade e disciplina.

“No Neojiba aprende quem ensina e a plateia tem lugar no palco, afinal, a prática musical deve estar ao alcance de todos”, descrevem os idealizadores deste projeto. E foi lá, que ele chegou depois de enfrentar o ônibus de Teixeira de Freitas até Itabuna, onde ficou até por volta da meia noite daquela quarta-feira, 31, para então seguir, por mais sete horas de viagem até seu destino final, em Salvador.

Para conquistar seu espaço na Orquestra Juvenil, Fernando participou de seletivas práticas e teóricas. Quando saiu o resultado, a emoção tomou conta e ele, naquele instante, se sentiu “realizado”. 

“Quando eu cheguei foi muito legal. Meus amigos que Teixeira de Freitas, que estão no Neojiba, como é o caso do Ysrael Almeida, foram me esperar na rodoviária. Fomos direto para o meu primeiro ensaio. Cheguei e, de cara, gostei muito. Agora é continuar. Eu quero ser um grande violinista”, contou Fernando, que atualmente tem 20 anos.

“Quem fica comemora junto a alegria da caminhada. Quem vai, é exemplo a ser seguidos pelas crianças e adolescentes daqui. Para a gente, cresce a responsabilidade de continuar orquestrando sonhos e ajudando a delinear futuros promissores”, narra o maestro do ICED, Orley Silva.

Novo membro Violinista teixeirense Orquestra Juvenil da Bahia

Veja também CULTURA

Vídeo - Parte do teto do Banco do Brasil de Teixeira desaba durante chuva

Vídeo - Parte do teto do Banco do Brasil de Teixeira desaba durante chuva

Mucuri- Moradores revoltados falam da má administração do prefeito Carlos Simões

Mucuri- Moradores revoltados falam da má administração do prefeito Carlos Simões

Irmãos são alvejados a tiros dentro da casa da mãe no bairro Ulisses Guimarães em Teixeira de Freitas

Irmãos são alvejados a tiros dentro da casa da mãe no bairro Ulisses Guimarães em Teixeira de Freitas

Equipes trabalham para iniciar processo de instalação de novos semáforos em Teixeira de Freitas

Equipes trabalham para iniciar processo de instalação de novos semáforos em Teixeira de Freitas

Últimas publicações