Portal Bahia Extremosul - Central de Notícias

publicado em 29/12/2017 às 15h47min

Vídeo - Médico e irmãos agridem diretor de hospital com socos e pontapés no sul de Minas

O diretor explicou que as agressões aconteceram porque os irmãos queriam a liberação para visitar o sobrinho que estava em estado grave na UTI.
compartilha nas redes sociais:
Neuza Brizola



Um vídeo mostra o momento em que o médico Marcelo Cesarino e os irmão dele, o radiologista Cristiano Cesarino, com apoio de Lucas José da Silveira Cesarino,  agente penitenciário armado com uma  pistola, agridem com socos e pontapés  Arnaldo Afonso Monteiro, de 58 anos,  administrador do Hospital São Sebastião  da cidade de Três Corações, região sul  de Minas Gera, nesta quarta feira (27).

O guarda prisional Lucas José da Silveira Cesarino, de arma em punho, intimidava a vítima enquanto os irmãos dele, Marcelo e Cristiano, davam tapas, socos e chutes em Arnaldo.

De acordo com o administrador, a agressão ocorreu porque o medico e os irmãos queria visitar  o sobrinho que havia sofrido um acidente e estava na UTI. “O paciente, um adolescente de 16 anos, sofreu acidente às 22h30 da terça-feira em sua cidade. O trouxeram de ambulância para cá e disseram que era um caso de fratura. Mas quando chegou aqui, horas depois de realizarmos todos exames, percebemos que era uma situação de alta complexidade. No começo da manhã da quarta realizamos a cirurgia, apesar de atendermos apenas casos de média complexidade. O Marcelo, por ser médico, teve acesso à nossa equipe e todas as informações e sabia que era um quadro grave”, explicou o administrador.

O diretor explicou que as agressões aconteceram porque os irmãos queriam a liberação para visitar o sobrinho que estava em estado grave na UTI. Ainda segundo Arnaldo, ele estava ao telefone falando com o médico na chefia da UTI, e quando ia informar que a visita estava autorizada o Dr. Marcelo, que é médico e sebe melhor do que ninguém como é o procedimento, partiu para agressão. Quando vi que o irmão dele sacou a arma, me vi indefeso e pensei que seria morto, pois o Marcelo o mandava atirar”, contou Monteiro.

A sessão de pancadaria só  parou com a intervenção do  avô dos irmãos. O diretor conseguiu sair da sala e foi pedir socorro policial, neste momento, o agente penitenciário invadiu a área destinada à recepcionista e a impediu de chamara a polícia.

Segundo o administrador, o médico e o radiologista fugiram depois da agressão. Já Lucas foi detido por um policial militar, acionado pela vítima. Ele negou que tenha sacado a sua pistola e justificou que estava na sala para apaziguar seus irmãos. A polícia de Três Corações abriu procedimento para apurar a denuncia.

Viíeo e informação EM.

Minas médico agressão diretor

Veja também POLíCIA GERAL

Prefeito Temóteo Brito declara ponto facultativo nesta quinta, 29

Prefeito Temóteo Brito declara ponto facultativo nesta quinta, 29

Academia Canto em Trancoso abre oportunidades para jovens cantores brasileiros

Academia Canto em Trancoso abre oportunidades para jovens cantores brasileiros

Homem é morto com mais de 50 facadas no Residencial Ramalho em Teixeira de Freitas.

Homem é morto com mais de 50 facadas no Residencial Ramalho em Teixeira de Freitas.

Rainha do samba, Dona Ivone Lara morre aos 97 anos

Rainha do samba, Dona Ivone Lara morre aos 97 anos

Últimas publicações