Portal Bahia Extremosul - Central de Notícias

publicado em 18/12/2017 às 20h42min

Hospital da Mulher implanta Programa de Residência Médica a partir de 2018

No programa, o residente ainda acompanha as cirurgias e participa de visitas guiadas nas enfermarias com seus preceptores, além do acompanhamento supervisionado da paciente no pós-operatório.
compartilha nas redes sociais:
Neuza Brizola/Secom

O Hospital da Mulher, localizado no Largo de Roma, em Salvador, ofertará vagas para Residência Médica em Mastologia, a partir do primeiro semestre de 2018. Credenciado ao Ministério da Educação (MEC), aos Conselhos Nacional e Regional de Medicina, respaldado pela Secretaria da Saúde do Estado (Sesab), os médicos residentes contarão com estrutura física moderna, parque tecnológico e equipe especializada no diagnóstico e tratamento do câncer de mama.


O hospital, ao ingressar no campo do ensino, contribui para que todos usufruam da assistência de qualidade – médicos, residentes e usuárias – dentro de uma unidade 100% SUS. “Quando tem um serviço de residência dentro de uma unidade de saúde, você tem um balizador de qualidade, porque a presença de residentes pressupõe que a equipe médica precisa tratar das pacientes e investigar seguindo normas e padrões reconhecidos internacionalmente, comprovados em trabalhos científicos”, afirma o coordenador da Mastologia e de Ensino e Pesquisa da unidade, André Dias.


A especialização é direcionada ao profissional de medicina que já é cirurgião geral ou cirurgião ginecológico. Para que seja selecionado, o candidato deve ser submetido a uma prova unificada, realizada pelo SUS na Bahia. Após aprovação, durante a especialização, o residente passará por treinamento em serviço com todas as etapas que abrangem desde o diagnóstico, ao tratamento cirúrgico do câncer de mama. Acompanhará também, as consultas com as pacientes, os exames complementares para o diagnóstico das lesões e das biópsias guiadas por ultrassonografia e por mamografia.


André Dias ainda complementa que o médico residente que ingressar no programa sairá altamente capacitado, principalmente se seguir os três passos básicos: humanidade com os pacientes, responsabilidade com as suas atividades e interesse pelo estudo. “Com o programa que estamos oferecendo aqui, não tenho dúvida alguma, os residentes sairão com a melhor formação possível”, garante.


No programa, o residente ainda acompanha as cirurgias e participa de visitas guiadas nas enfermarias com seus preceptores, além do acompanhamento supervisionado da paciente no pós-operatório.

Serviço de Alta Resolução para Tratamento e Diagnóstico


Com 16.908 mil atendimentos na especialidade de mastologia, 169.230 mil exames laboratoriais e procedimentos de bioimagem, como punção de mama, biopsias e mamografias por extereotaxia, desde a inauguração, em janeiro de 2017, o Hospital da Mulher é referência para a Bahia em assistência à saúde da mulher, principalmente aos agravos que acometem a mama e o sistema reprodutor feminino.


Após consulta e exames diagnósticos de imagem indicativos de tumor maligno, as pacientes são submetidas à biópsia no mesmo dia e caso seja necessário, passam por intervenção cirúrgica imediata através do Serviço de Alta Resolução para Tratamento e Diagnóstico do Câncer de Mama. “O objetivo é reduzir o tempo para o início do tratamento e a perda do seguimento dessas mulheres, o que permite menores sequelas e maior sobrevida”, afirma André.


Através de ações integradas, seções científicas e discussões de casos clínicos, o serviço realiza o encaminhamento mais efetivo e com menor morbidade associada ao tratamento da paciente com o prognóstico da doença. O serviço é composto por uma equipe de mastologistas, cirurgiões plásticos, radiologistas, patologistas e o Núcleo de Apoio Especializado (NAE).


NAE


O Núcleo de Apoio Especializado tem o objetivo de atender com agilidade as pacientes que têm resultados positivos para o câncer de mama e colo de útero. O NAE realiza um trabalho interdisciplinar, multiprofissional e humanizado pelas equipes de enfermeiros, assistentes sociais, psicólogos, médicos e técnicos administrativos.


Havendo a suspeita de câncer, é feito o exame clínico com o mastologista, assim como os exames complementares como ultrassonografia, mamografia e biópsias, e então o material segue para o ambulatório com identificação de necessidade de urgência. Se a paciente for diagnosticada com câncer e houver indicação, ela passará de forma prioritária por cirurgia e receberá o tratamento complementar adequado.


“A equipe de Apoio Especializado está junto ao médico, por reconhecer que o cuidado adequado exige um entendimento da paciente como ser integral, cujas demandas são diferenciadas e específicas”, afirma a coordenadora do Serviço Social, Ivana Santos. De acordo com a profissional, o trabalho desenvolvido junto às pacientes permite conhecer seu caminhar na rede de cuidado de maneira que ela esteja segura e confiante em alcançar a sua cura.

Salvador hospital da mulher

Veja também MULHER

Maguila é executado dentro de Bar no Vila Vargas em Teixeira de Freitas

Maguila é executado dentro de Bar no Vila Vargas em Teixeira de Freitas

Dois assaltantes tombam em confronto com o PETO na BR 101

Dois assaltantes tombam em confronto com o PETO na BR 101

CURTAS E PICANTES (64)

CURTAS E PICANTES (64)

Humorista fica sem andar após colocar próteses na bunda 'Dor insuportável'

Humorista fica sem andar após colocar próteses na bunda 'Dor insuportável'

Últimas publicações