Portal Bahia Extremosul - Central de Notícias

publicado em 06/12/2017 às 15h34min

Floresta digital: manejo de formigas na palma da mão

Sistema de precisão e monitoramento georreferenciado aprimoram a gestão do controle de formigas, aumentando sua eficácia
compartilha nas redes sociais:
Neuza Brizola/Ascom

Dependendo da intensidade, um ataque de formigas pode causar danos severos ou até matar um plantio florestal. Controlar essa praga, portanto, é um desafio para o cultivo de florestas, mas o uso da tecnologia de precisão vem contribuindo para que esse controle seja cada vez mais efetivo nos plantios da Fibria.

 

Com a nova tecnologia embarcada (computadores de bordo) em um trator agrícola que percorre áreas florestais, a empresa vem aprimorando a gestão do controle de formigas e reduzindo a necessidade de intervenções com o uso de defensivos.

A operacionalização do sistema teve início na Unidade Aracruz, em 2016, e hoje vem sendo utilizada em todas as unidades da empresa. “Cada vez mais, o uso de tecnologias embarcadas vem contribuindo para aprimorar o manejo florestal e a gestão dos processos operacionais da empresa, colocando a Fibria na vanguarda de utilização de recursos digitais na área florestal”, afirma o gerente de Silvicultura da empresa, Rodrigo Zagonel.

O sistema consiste em um software que permite à empresa acompanhar todos os resultados, na palma da mão, por meio de um smartphone ou tablet. É possível verificar se a isca formicida foi aplicada em determinado formigueiro, quando, qual a dose aplicada e se o controle foi eficaz. “O acompanhamento é feito a partir de dados georreferenciados, que permitem mapear as doses aplicadas, identificar e monitorar cada intervenção feita nos plantios”, salienta o técnico de Proteção Florestal Corporativa, Marcos Antonio de Carvalho.

 

Totalmente mecanizada, a operação de controle facilita a gestão do processo, com a identificação e correção de eventuais desvios. O sistema oferece ganhos em eficiência, qualidade e eficácia, além de redução de custos, já que a gestão bem-feita reduz a necessidade de intervenções. “Em média, na Fibria, com base na realização de monitoramentos florestais e também georreferenciados, cerca de 55% das áreas não precisam de intervenções anuais para controle de formigas, como praticado na maior parte do Brasil”, explica Edmilson Bitti, coordenador da Proteção Florestal Corporativa.

O que determina a necessidade de intervenção ou não é o nível de infestação e o porte da floresta. Melhorando a eficiência no controle, a empresa consegue reduzir cada vez mais as intervenções, o que representa ganhos financeiros e ambientais. “A tecnologia contribui para melhorar a gestão e garantir a performance operacional”, observa Edmilson.

Manejo de formigas Floresta digital

Veja também DESENVOLVIMENTO

Peto prende Lecão e Bodão com drogas no Vila Vargas

Peto prende Lecão e Bodão com drogas no Vila Vargas

Rui autoriza concurso para auditor fiscal da Fazenda do Estado durante #PapoCorreria

Rui autoriza concurso para auditor fiscal da Fazenda do Estado durante #PapoCorreria

Mais de 3 mil estudantes participam da cerimônia de  encerramento do Proerd na Concha Acústica

Mais de 3 mil estudantes participam da cerimônia de encerramento do Proerd na Concha Acústica

SUS tem 904 mil cirurgias eletivas na lista de espera, aponta CFM

SUS tem 904 mil cirurgias eletivas na lista de espera, aponta CFM

Últimas publicações