Portal Bahia Extremosul - Central de Notícias

publicado em 17/05/2018 às 17h32min

Deficiência de zinco pode afetar a fertilidade feminina, diz estudo

compartilha nas redes sociais:
Carol Martins

Para nosso organismo funcionar bem precisamos de diversos nutrientes, como vitaminas e minerais. Isso quase todo mundo já ouviu falar. A novidade é que a deficiência de zinco parece afetar os estágios iniciais de desenvolvimento do óvulo, reduzindo a sua capacidade de divisão celular para ser fertilizado. Essa foi a conclusão de uma pesquisa feita pela Universidade da Pensilvânia, nos Estados Unidos, que acaba de ser publicada.

Há alguns anos, os pesquisadores começaram a estudar a disponibilidade de micronutrientes no ambiente ovariano e a sua influência no desenvolvimento, viabilidade e qualidade de oócitos (cada uma das células que por meio de divisões celulares dão origem ao óvulo).

“Mensalmente, vários oócitos amadurecem, mas somente um óvulo é liberado para ser fecundado. Entretanto, para que esse processo ocorra são necessários diversos fatores, entre eles certos níveis de micronutrientes específicos, como o zinco”, explica o ginecologista e cirurgião ginecológico, Dr. Edvaldo Cavalcante. Ao longo dos anos, surgiram evidências de que o zinco é um elemento-chave no desenvolvimento de oócitos, segundo os autores da pesquisa.  

No estudo, a deficiência do zinco prejudicou a capacidade do oócito em se dividir adequadamente (meiose), um passo necessário antes que uma fertilização bem-sucedida possa ocorrer. Ainda de acordo com os pesquisadores, o estudo mostrou que o zinco desempenha um papel no crescimento do oócito numa fase mais precoce do que investigado anteriormente, durante o desenvolvimento e antes da divisão.


Infertilidade

A infertilidade afeta cerca de 10 a 15% dos casais e está ligada a uma ampla gama de fatores. Na mulher, a infertilidade pode estar associada à endometriose, miomas, obstrução das tubas uterinas, síndrome do ovário policístico, entre outros.


Zinco

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), 17% da população global é vulnerável à deficiência de zinco em sua dieta. Pessoas com síndrome do intestino irritável, doença de Crohn e outros distúrbios gastrintestinais, assim como vegetarianos e veganos têm um risco maior de apresentar deficiência de zinco segundo a entidade. Este grupo, portanto, teria a recomendação de tomar o zinco em forma de suplementação.


Onde encontrar zinco

As melhores fontes são os frutos do mar, carnes e leguminosas. As mulheres a partir dos 19 anos precisam de 8 mg de zinco por dia. Para se ter uma ideia, uma única ostra contém, em média, de 4,5 a 8,3 mg do mineral. 

  • Frutos do mar como ostras, lagosta, camarão
  • Carne vermelha, de frango, porco, de peru
  • Leguminosas como feijão, grão-de-bico, ervilhas frescas
  • Oleaginosas como castanha-do-pará, castanha de caju, amêndoas, amendoim, linhaça, semente de abobora
  • Leite e derivados
  • Espinafre
  • Gema do ovo
  • Chocolate amargo
Fertilidade Feminina Deficiência Zinco

Veja também MULHER

Facebook revela sistemas para identificar nudez infantil e aliciamento de crianças

Facebook revela sistemas para identificar nudez infantil e aliciamento de crianças

Prazo para quitar entrada do parcelamento do Simples acaba esta semana

Prazo para quitar entrada do parcelamento do Simples acaba esta semana

Fibria forma 20 jovens aprendizes do sul da Bahia em Operação de Máquina Florestal

Fibria forma 20 jovens aprendizes do sul da Bahia em Operação de Máquina Florestal

Mãe com filho no colo é morta a facada em assalto

Mãe com filho no colo é morta a facada em assalto

Últimas publicações