Portal Bahia Extremosul - Central de Notícias

publicado em 30/07/2018 às 15h43min

Corpo da mãe que deu à luz em acidente é identificado

Jovem morava na região metropolitana de Curitiba e faria 21 anos nesta segunda-feira; criança está bem de saúde.
compartilha nas redes sociais:
José Maria Tomazela

Familiares identificaram o corpo da gestante que deu à luz uma menina ao sofrer um grave acidente na rodovia Régis Bittencourt (BR-116), em Cajati, no interior de São Paulo, na última quinta-feira (26). A jovem mãe morava no bairro Barro Preto, em São José dos Pinhais, região metropolitana de Curitiba, no Paraná, e faria 21 anos nesta segunda-feira, 30. 

O corpo, que estava no Instituto Médico Legal (IML) de Registro, já foi levado para a cidade paranaense. De acordo com Adriana Ribeiro, irmã da vítima, o sepultamento será Cemitério Padre Pedro Fuss, em São José dos Pinhais.

Bebê foi socorrido nas margens da rodovia
Bebê foi socorrido nas margens da rodovia
Foto: Arteris/divulgação / Estadão Conteúdo

Segundo Adriana, a irmã saiu de casa com destino a São Paulo e não entrou em contato. A família viu notícias do acidente com o caminhão e desconfiou que se tratava de Ingrid. Na noite deste domingo (29), Adriana confirmou em sua página no Facebook a morte da irmã.

"A todos que estão me mandando msg (sic), querendo informações sobre minha irmã: sim, ela faleceu em um acidente de caminhão e a bebê dela está bem! Ainda não sabemos se será possível fazer o velório devido ao tempo (foi na quinta-feira)", postou.

O acidente

Ingrid, que estava em fase final de gestação, viajava de carona quando o caminhão ficou desgovernado e capotou na região da Serra do Azeite da Régis, em Cajati. A mulher foi lançada para fora da cabine e teve o corpo esmagado pela carga de madeira processada. A barriga e o útero se romperam, mas o bebê permaneceu vivo entre as vísceras da mãe.

De acordo com o médico Elton Fernando Barbosa, que socorreu a criança, o bebê sobreviveu de forma milagrosa, ao se manter aconchegado pelas entranhas da mãe, ligada a ela pelo cordão umbilical.

A criança foi levada ao Hospital Regional de Pariquera-Açu e, segundo os médicos, está bem de saúde. Sem saber que a família já havia dado ao bebê o nome de Jenifer, a equipe do hospital envolvida em cuidados com a menina a 'batizou' de Giovana. O hospital informou que aguarda a chegada da documentação para liberar a criança à família, assim que o bebê receber alta.

O motorista do caminhão, Jhonatan Ferreira, também ficou ferido no acidente, mas já teve alta. Ele vai responder a inquérito por homicídio culposo - sem intenção de matar.

São Paulo Cajati Acidente Bebê

Veja também ACIDENTE

Secretaria de Assistência Social entrega novos computadores ao Conselho Tutelar

Secretaria de Assistência Social entrega novos computadores ao Conselho Tutelar

Jovem não identificado é encontrado morto com mãos e pés amarrados em Espora Gato, interior de Caravelas

Jovem não identificado é encontrado morto com mãos e pés amarrados em Espora Gato, interior de Caravelas

Homem é preso por matar a família estrangulada em Minas

Homem é preso por matar a família estrangulada em Minas

Minas bate Eczacibasi e vai à final do Mundial feminino

Minas bate Eczacibasi e vai à final do Mundial feminino

Últimas publicações